Atendimento em

Fonoaudiologia

Modos de comunicação sadios e eficazes!

Minha atuação se dá através da avaliação, diagnóstico, orientação e terapia para crianças que possuem distúrbios de fala, linguagem e aprendizagem. Os principais distúrbios que atendo são atrasos no desenvolvimento da linguagem, troca nos sons da fala, problemas na linguagem oral e escrita que muitas vezes incidem na aprendizagem.

Quando procurar um fonoaudiólogo?

Em geral, é comum que a criança apresente dificuldade para articular bem as palavras até 03 anos e 06 meses e também algumas dificuldades no processo de alfabetização, como troca de letras assim que começa a conhecê-las. Entretanto o bom senso deve sempre imperar. Se vocë observar que a criança possui uma linguagem que só as pessoas bem próximas entendem ou que as dificuldades escolares persistem, procure um profissional. Não espere que as dificuldades cresçam e que haja entraves importantes em um processo que deve ser, via de regra, sem maiores entraves. Pecar pelo excesso é de longe mais aconselhável que pecar pela omissão.

Como acontece o atendimento fonoaudiológico?

O primeiro contato se dá com a criança que precisa se sentir acolhida no espaço terapêutico. Nesse momento minhas observações já constituem a primeira etapa do processo avaliativo. Posteriormente, uma entrevista com os pais e/ou responsáveis com o objetivo de coletar as demais informações relevantes para a investigação da queixa principal.

Nas sessões subsequentes realizo a avaliação fonoaudiológica propriamente dita, onde serão analisados todos os dados colhidos tanto na entrevista, nas observações e nas provas avaliativas específicas para o caso. Para um diagnóstico mais pontual, eventualmente podem ser solicitados exames complementares com outros profissionais de saúde.

Após a conclusão do processo de avaliação, ocorre a sessão devolutiva, quando os resultados são apresentados, as dúvidas são elucidadas, bem como a apresentação da conduta terapêutica que será adotada . Muitas vezes torna-se imprescindível uma visita à instituição de ensino da criança a fim de que os resultados sejam reportados seguidos de orientação para a equipe educativa. Outras visitas durante o processo terapêutico poderão ocorrer, caso a queixa principal venha incidir na aprendizagem escolar.

Estas sessões têm a duração média de 30 minutos e ocorrem semanalmente, podendo ser uma, duas ou mais, dependendo do caso e idade da criança.

Fechar Menu
×